fbpx

Como estrelas na terra: O professor descobre que o garoto tem DISLEXIA e consegue salvar a sua VIDA…

Uma criança dizendo que as letras dançam em sua frente e não consegue acompanhar a aula e nem prestar atenção, pode ser facilmente comparada com uma pessoa preguiçosa e que não quer saber de estudar. Por conta disso os professores sempre o deixam  nos corredores da escola, sala da direção, seus pais são chamados várias vezes pela coordenação para reprovarem o seu mal comportamento e sua falta de interesse.

O tempo todo encontramos crianças assim na escola, mas não sabemos como agir e nem o que fazer. Diante disso, a melhor solução é conversar com os pais, mas o que falar? Qual será a reação dessa família? Será que estão presentes na educação do filho(a)?

Não teremos todas as respostas, mas no primeiro contato com essa família, pode-se encontrar mais problemas do que apenas esses mencionados.

No caso do filme a escola não acredita na criança e até mesmo os pais o tratam como um relaxado, indisciplinado e lerdo. O que dificulta ainda mais o seu aprendizado, já que não enxergam a causa do problema, apenas o sintoma. E esse fato acontece em diversas escolas do Brasil e do mundo, o que é lamentável.

O menino começa a estudar em um internato e perde a vontade de aprender e de ser criança (Isso pode ser considerado quase como uma MORTE).

“A morte de uma criança viva”

Devemos estar atentos para identificar isso em uma criança, ou melhor,  evitar que isso aconteça.

A escola começa a não ter mais sentido, os amigos não fazem diferença, aquilo que gosta de fazer já não agrada mais, a vida começa a não ter mais graça.

“Para um pouco pra pensar. Quem desperta na criança o interesse de aprender?  Lembra daquele professor que te fez gostar de uma matéria que não tinha muito interesse? como ele conseguiu isso? Com certeza a sua forma de ensino foi diferenciada, tanto que hoje o professor passou a ser você. Pense nisso!”

Uma dos acontecimentos mais emocionantes do filme é quando o professor identifica que o garoto tem DISLEXIA e consegue salvar a sua VIDA.

Eu acredito que “um professor memorável tem as ferramentas necessárias para salvar uma vida”.

E como ele conseguiu tirar aquela criança do “ABISMO”?

Não foi com métodos tradicionais, foi com uma metodologia própria.

Não era a criança que tinha que mudar, era o professor!

Sendo assim, ele detectou as dificuldades e sintomas da Dislexia. A criança trocava as palavras, escrevia espelhado, desligava-se facilmente, entrando “no mundo da lua”, tinha dificuldades em encontrar capítulos e páginas.

Começou a trabalhar de forma diferenciada, dando ao aluno um novo significado de aprender, com uma metodologia inovadora, motivadora, usando o conhecimento da criança, os seus interesses e potencialidades.

A criança gostava muito de desenhar e essa era a matéria do professor, o que facilitou o  trabalho dessa potencialidade em suas aulas. E foi assim que começou a estimular as habilidades que o aluno já dominava e tinha  prazer em executar, o resultado disso foi impressionante.

Trazendo para a nossa realidade metodologia própria que é mais do que ter centenas de cursos, capacitações, atualizações e especializações (isso é muito importante), mas de nada adianta se você não AMA O QUE VOCÊ FAZ.

Você pode utilizar qualquer metodologia, desde que esteja sempre atento ao fato de que cada pessoa tem seu jeito de aprender, assim como cada um tem seu jeito único de ensinar. Falo isso pois todos somos DIFERENTES, logo a forma de falar, de lidar, de passar o mesmo conteúdo sempre será de uma forma ímpar. Pode até ser parecido, mas nunca será Igual.

Prepare-se para ensinar seus alunos, aprenda com eles, dê bons exemplos, se coloque no lugar deles, e por eles tenha empatia.

Professor, você tem o poder de transformação na vida de pessoas.

Encontrei 5 atitudes para NUNCA executar na prática como professor.

1. NUNCA Disciplinar uma criança com castigo. Pois isso de nada adianta, só vai reforçar ainda mais o mau comportamento.

2. NUNCA chamar a atenção com gritos e/ou XINGAMENTOS, isso não ajuda nada, além de não passar de uma conduta INACEITÁVEL.

3. NUNCA rotular ou subestimar as capacidades de um aluno.

4. NUNCA agredir verbalmente uma criança, que exemplo você quer dar pra ela com isso?

5. NUNCA desistir de uma VIDA, todos podem mudar e aprender. Isso pode dar mais certo se você acreditar.

 

Consegui encontrar 5 ensinamentos nesse filme que pode contribuir na sua prática.

1. Identifique as dificuldades no aprendizado e o porquê de estarem acontecendo. Será que esse aluno tem alguma deficiência?

2. Após essa constatação o ideal é procurar a coordenação/direção para juntos contatarem os pais para uma conversa.

3. Importante na conversa é falar o que pode ser feito dentro da escola.

4. No trabalho com a criança descubra o que ela gosta, qual o seu interesse e o que pode facilitar a sua aprendizagem.

5. Estimule sempre as potencialidades.

Pode acontecer de ninguém querer te ajudar, você pode se sentir sozinho, lutando por um ideal que não está sendo valorizado, mas acredite, existem mais pessoas como você. Que acreditam na evolução constante de cada pessoa.

Todos têm a capacidade de aprender, independente da deficiência ou dificuldade que apresenta.

Em relação ao filme “ Como estrelas na Terra” que representa uma realidade na qual vivemos, os alunos com suas dificuldades para aprender e os educadores com seus desafios para ensinar.

Por isso devemos criar pontes entre o ensino-aprendizagem para desbloquear o aprendizado e destruir os obstáculos que o impedem de acontecer. Dessa maneira, podemos facilitar de forma genuína a educação, na qual o aluno aprende e o professor também, pois sempre será uma grande troca de experiências. Para isso podemos usar algumas das melhores ferramentas que temos.

Criatividade, Motivação, Vontade, Determinação e Atitude.

Fiz essa análise do filme com algumas sacadas que encontrei, super indico para todos os professores que estão em busca de se tornarem melhores a cada dia. Não deixe de assistir esse filme e se já assistiu compartilhe sua experiência deixando o seu comentário aqui abaixo, vou adorar saber o que você aprendeu.

Uma prévia, recomendo que assista esse filme.

 

Se esse conteúdo te ajudou de alguma forma, compartilhe com os professores.

Te vejo nos comentários!

Pin It on Pinterest